ADIBER com fundos europeus para candidaturas de micro e pequenas empresas

0
627

O Órgão de Gestão do GAL ADIBER / Beira Serra reunido, esta manhã, em Oliveira do Hospital, aprovou os termos do Aviso de Concurso às medidas do DLBC Rural dirigidas ao apoio ao investimento promovido pelas Micro e Pequenas Empresas, no âmbito do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e Emprego (SI2E), o qual estará em vigor a partir do próximo dia 3 de Maio.

Com esta decisão, “todos os Fundos que disponibilizam os recursos financeiros contratualizados pela ADIBER para implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL), estão em condições de serem aplicados no tecido empresarial da Beira Serra, no que se traduz num inestimável contributo para promover a modernização, diversificação e o aumento da competitividade da economia local, desde que alicerçada na valorização do potencial endógeno deste Território”, adianta em comunicado aquela associação.

Estes apoios associados ao SI2E, mobilizados pelo Programa Operacional Regional Centro2020, destinam-se a “projectos de investimento até aos 100.000 euros, nos sectores de actividade definidos no Aviso e que criem novos postos de trabalho, os quais terão um incentivo FEDER não reembolsável, entre os 40 por cento e os 60 por cento do investimento elegível, estando a concurso um montante superior a 560.000 euros”.

“Considerando que a criação de emprego nos territórios rurais continuará a ser uma prioridade, serão ainda disponibilizados financiamentos à criação de postos de trabalho ocupados por desempregados ou à criação do próprio emprego, que poderão representar no máximo ajudas correspondentes a 18 vezes o valor do IAS, sendo a dotação orçamental do aviso no âmbito do FSE representa mais de 900.000 euros”, refere ainda a ADIBER.

O SI2E completa-se com a intervenção da responsabilidade da CIM Região de Coimbra que irá apoiar os investimentos entre os 100.000 euros e os 235.000 euros em todos os 19 concelhos que integram o seu território.

A ADIBER “congratula-se pelo facto de poder colocar à disposição dos investidores da Beira Serra este importante instrumento de apoio à concretização das suas ideias de negócio e à diversificação e qualificação do tecido económico local, sendo um elemento determinante para que os objectivos definidos na EDL enquadrada no DLBC Rural, possam ser alcançados, ou seja, transformar a Beira Serra num Território I+: Inovador, Inteligente, Inclusivo, Inimitável e Institucional”.

Na primeira semana de Maio serão realizadas sessões de divulgação em todos os municípios do território, durante as quais serão prestados todos os esclarecimentos aos potenciais promotores.

DEIXE UMA RESPOSTA