INEM renova ambulância dos Bombeiros de Oliveira do Hospital

0
1197

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital assinaram no passado dia 31 de outubro, numa cerimónia presidida pelo Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, um protocolo que se destina a renovar a Ambulância do INEM ao serviço desta associação.

O objetivo do acordo é melhorar as condições de operacionalidade do Sistema Integrado de Emergência Médica e reforçar a capacidade de resposta aos pedidos de ajuda recebidos através do Número Europeu de Emergência – 112.

A ambulância do INEM ao serviço da Associação de Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital ficou seriamente afetada na sequência dos incêndios florestais de outubro, tendo o INEM decidido avançar desde já com a substituição da viatura.

De acordo com o Plano de Renovação da Frota PEM do INEM, a substituição da Ambulância afeta aos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital encontrava-se prevista para 2018.

Os PEM funcionam em Corpos de Bombeiros ou Delegações da Cruz Vermelha Portuguesa que têm protocolo com o INEM para dar resposta a emergências médicas pré-hospitalares. Para o efeito dispõem de uma ambulância de socorro do Instituto, disponível 24 horas por dia para atender aos pedidos de ajuda de quem liga 112.

Em 2017, o INEM procedeu já à assinatura de 39 protocolos com Corpos de Bombeiros para a aquisição de outras tantas ambulâncias de socorro, substituindo as ambulâncias mais antigas. O INEM investe assim, em 2017, mais de dois milhões de euros na frota PEM, subsidiando a cem por cento a aquisição destas ambulâncias e respetivo equipamento.

O plano do INEM para a renovação da frota de ambulâncias dos PEM prevê ainda que se proceda à substituição de 75 ambulâncias em cada ano entre 2018 e 2021, altura em que a frota de ambulâncias se encontrará totalmente renovada.

O INEM pagará uma verba de 50 mil euros para a aquisição, manutenção e seguro de cada uma das ambulâncias. E a partir do primeiro ano de vida vai igualmente subsidiar as despesas de manutenção, reparações e seguro.

DEIXE UMA RESPOSTA