IX Doçaria Conventual e Regional de Coimbra este fim de semana

0
429

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) organiza, com a colaboração da Brigada de Intervenção, a IX Mostra de Doçaria Conventual e Regional de Coimbra, que decorre nos próximos dias 7 e 8 de outubro, no Quartel da Brigada de Intervenção (antigo Convento de Sant’Ana, junto ao Estabelecimento Prisional de Coimbra).

A iniciativa que promove o nosso património doceiro estará de portas abertas, com entrada gratuita, no sábado, das 14h00 às 23h00, e, no domingo, entre as 10h00 e as 19h00.

Na nona edição do evento será apresentado um novo doce, criado em Coimbra pela Associação de Doceiros de Coimbra (ADOC). “Pedro e Inês”, assim se designa a iguaria, é feito com ingredientes tradicionais e foi criado no âmbito da comemoração dos 650 Anos da Morte do Rei D. Pedro I.

Este momento alto do certame, que constitui mais um importante contributo para a preservação e divulgação da história e da sua relação com o riquíssimo património de sabores e saberes da doçaria coimbrã, será complementado por uma intervenção cénica, a cargo do Grupo de Animação Cultural da Escola Secundária D. Duarte, e acontecerá às 15h00 de domingo.

A Mostra de Doçaria Conventual e Regional de Coimbra conta com a mais elevada participação de sempre e uma ampla abrangência nacional, trazendo a Coimbra 39 expositores doceiros, a que se juntam as habituais participações da “Colares Editora” (Sintra) e do artesanato local, representado pela tecelagem de Almalaguês (através da presença da Associação para a Preservação das Tradições Locais “Herança do Passado”) e por Maria José Nogueira (artesã conimbricense, na área dos registos de Santos).

Os expositores representam estabelecimentos comerciais ligados às áreas da Doçaria e Pastelaria e outras Associações/Confrarias do ramo.

A preciosa e doce herança de alguns conventos de Coimbra – Celas, Santa Clara e Santana – estará, certamente, bem representada, através da presença de participantes da região centro, provenientes de Alcobaça, Alfeizerão, Ançã, Aveiro, Coimbra, Lamego, Leiria, Lorvão, Miranda do Corvo, Ovar, Pereira, Pombal, Tentúgal e Tomar. Não faltarão especialidades doceiras como os pastéis de Santa Clara, o manjar branco, as arrufadas de Coimbra, as queijadas, as talhadas de príncipe, os suspiros, a barriga de freira, a encharcada e o pão de ló.

Mas a notável arte de manusear ingredientes como o açúcar, os ovos ou a amêndoa, entre outros, estará, também, presente nas especialidades doceiras trazidas a Coimbra por expositores oriundos de outros pontos do país, designadamente de Amarante, Braga, Cabeceiras de Basto, Caldas de Vizela, Évora, Felgueiras, Guarda, Régua, Reguengos de Monsaraz, Santa Maria da Feira e Vila Real.

A abertura oficial do certame acontece às 15h00 de sábado. Decorrerá, em simultâneo, a 3.ª edição do Concurso de Doçaria Conventual e Tradicional, promovido pela ADOC, dirigido aos doceiros que integram a Mostra, com a entrega dos Prémios prevista para as 15h00 de domingo.

No que respeita aos diversos momentos de animação, a programação de sábado integra uma atuação do “Grupo Cordas Castiças” (do Centro Cultural, Desportivo e Cultural de S. Frutuoso), às 16h00, da Filarmónica União Taveirense, às 18h00, e do Coimbra Gospel Choir (da Amazing Arts – Companhia de Artes de Coimbra), a partir das 21h00, com encerramento do evento às 23h00.

No domingo, com abertura do certame às 10h00, os três momentos de animação acontecem já no período da tarde, com espetáculos pela “Academia de Cultura e Desporto Wolfdance”, às 16h00, pelo Grupo de Concertinas “Sons de Casconha”, pelas 17h00, encerrando com a Fanfarra do Exército, numa atuação prevista para as 18h00, uma hora antes do fecho da IX Mostra de Doçaria.

DEIXE UMA RESPOSTA